Missão Dada!

LilySlim Weight loss tickers

domingo, 18 de setembro de 2011

Andar Sozinha

É triste o fato de saber que o caminho da cirurgia irei sozinha. Minha família não me apoia muito, minha mãe nem tem ideia pra que serve a cirurgia. Meu marido diz que não emagreço porque sou preguiçosa... ouço cada coisa dele. Tem dias que me dá raiva dele, da família. Não sei como vai ser no dia em que irei operar! Rezo para que tudo dê certo, afinal, quero viver, por isso vou operar.

As pessoas olham pra mim, e dizem: - Ah, mas será que você precisa? - Será que não é só você trancar a boca? - Será que exercícios fisico não resolveria?

E eu tenho uma resposta a todas as perguntas? NÃO. E eu preciso sim!

Não consigo siquer andar direito, imagina ir para a academia fazer todos os exercícios que eu fazia antes. Ninguém pará para pensar que se eu me alimento, comendo tudo quanto é ser morto que aparece na minha frente, deve ser porque eu tenho uma disfunção alimentar? Ninguém parou para pensar que a vontade de comer compulsiva é uma doença? Acha que eu gosto de ver os olhos de todos me recriminando? De ver a cara do sorveteiro quando passou com um picolé de brigadeiro, ou quando como um pedaço de bolo na confeitaria??? Acham divertido eu quase intalar na roleta do ônibus, de ficar vendo a cara das pessoas nas poltronas pensando: - Ah, do meu lado não gorda!

Que eu acho legal ser confundida com grávida, de não conseguir entrar e descer do ônibus rápido? Que sentir os pés inchados, de ter dor nas costas, no joelho e em tudo quanto é articulação é bom?

Que ver meus filhos me chamando para dar uma volta de bicicleta ou simplesmente sentar no chão para brincar e ficar sempre pensando no depois? Em com vou ficar sem folego, em como vou me levantar???

FODA-SE você que é magro e acha que todo mundo tem a sua flexibilidade... eu estou DOENTE PORRA! Você sabe o que é ser uma pessoa doente? Sabe o que é obesidade? Guarda as suas opiniões para você, fica com você o seu acho que isso acho que aquilo. Você não é médico, não é gordo, não é meu pensamento e nem meu estomago. Fica para você seus ditados populares, seu achar medíocre. Fica para você!!!!

Eu estou zangada? Claro que estou, você acha fácil ser eu é? Tenta? Tenta ser mãe, ser esposa e filha gorda! Olha para tudo já cansada de tudo, e todo mundo achando que é preguiça, falta de vontade, falta de coragem... pois eu tenho vontade, tenho coragem.... Não seja ridícula!

A você marido ou esposa de obeso, tenha paciência com seu parceiro. Afinal, cade o amor? Ou você só ama uma forma??? É isso???

Aos amigos que acham que palavra emagrece: guardem suas opiniões e só as expressem quando elas realmente vão servi para algo.

A pior coisa do mundo é trilhar qualquer que seja o caminho sozinha.... e eu vou assim, a andar sozinha.

Chris Dionízio

2 comentários:

Patricia Titonelli disse...

Ai amiga li cada linha de suas palavras, e me vi escrevendo cada uma delas, é incrível como os sentimentos são absolutamente iguais, chega a ser chocante, a forma como todos nós sentimos a mesma coisa, e poderia até dizer que, é bom saber que não estou sozinha se ao dizer isso não ficasse mais triste ainda por saber que tantas pessoas sofrem como eu também sofro, na minha luta graças a Deus não sigo sozinha, deve ser muito difícil não ter o apoio de quem mas amamos, mas sempre digo que: Ninguém pode dar aquilo que nunca recebeu, e no nosso caso essa frase se torna em: ninguém pode imaginar como é ser aquilo que nunca foi, ou seja ninguém pode imaginar nossa dor, nosso sofrimento e desespero, pois não sentem nossa dor não tem dificuldades motoras em fim não são como nós. Amiga que Deus te de forças para vc mostrar que todos estavam errados e que você quer sim ser uma pessoa melhor. Bjos Patricia Titonelli

Fabi disse...

OI Chris, passamos as mesmas coisas, e parece que deveria ser tão facil para os outros entenderem, mas não é. Simplesmente exigem que façamos tudo igual a eles e não pensam um segundo que carregamos, praticamente,o peso de uma pessoa a mais com a gente... São pequenos detalhes que não nos são possíveis fazer, e dói... Nunca tinha reparado, mas é verdade, cada vez que sento no chão só consigo pensar em como vou fazer para levantar. To aqui acompanhando teu blog, gostaria que acompanhasse o meu tambem, e vamos nos dando força. Desejo que voce consiga passar por toda essa luta até a caminhada e cada vez que bater um desanimo, pensa acima de tudo nos teus filhos, naquela coizinha tão linda de 7 meses que preciza de voce bem e saudavel, e o resto, esqueça! Bjos, muita, muita força!

 
;